PORTO ALEGRE: Av. Borges de Medeiros, nº 328 / 5º andar

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

Por

30/11/2022

Férias coletivas: tudo o que você precisa saber

Por | 30/11/2022

As férias coletivas são uma prerrogativa do empregador e concedidas aos empregados de forma simultânea e poderão ser concedidas a todos os empregados de uma empresa ou de determinados setores nos termos do art. 139 da CLT. Isto é, via de regra, todos os empregados podem ser contemplados pelas férias coletivas com exceção dos empregados afastados por motivo de licença maternidade, auxílio-doença, etc.

Ademais, importante mencionar que, ainda que o empregado tenha menos de 12 (doze) meses na empresa, ele gozará das férias de forma proporcional e, caso exceda tal período, os dias excedentes serão considerados como licença remunerada. Após o retorno das férias, se inicia, novamente, a contagem do período aquisitivo.  

Tal ferramenta, muitas vezes, é utilizada pelo empregador que apresenta dificuldades financeiras, bem como alguma sazonalidade específica do empreendimento que impacta na atividade (ex: construção civil) e em períodos festivos como final de ano.

Conheça as regras para as férias coletivas:

Além do mais, o § 1º do art. 139 da CLT, aduz que tais férias podem ser fracionadas em dois períodos e que nenhum deles seja inferior a 10 (dez) dias e ainda é permitido parte das férias seja gozada de forma coletiva e parte individual.

Ainda, as férias coletivas não podem ser concedidas 2 (dois) dias antes de feriado ou de repouso semanal remunerado.

Entenda como é feito o cálculo das férias coletivas:

No que tange ao pagamento, as férias coletivas seguem o mesma dinâmica das férias individuais. Isto é, o pagamento ocorrerá em até 2 (dois) dias antes da concessão das férias acrescido de 1/3 constitucional. Se o empregador gozar de 15 (quinze) dias de férias coletivas, receberá referente a tais dias, assim como o proporcional de 1/3.

Por fim, vale destacar que compõem o cálculo das férias a média de horas extras, adicional noturno, adicional de periculosidade e insalubridade, comissões e, dessa forma, em que pese serem concedidas férias coletivas, o cálculo do pagamento deve ocorrer de forma individualizada.

Trabalhador, os seus direitos são muito importantes e devem ser respeitados. Caso precise, busque apoio de um profissional especialista de sua confiança e faça valer os seus direitos.

equipe do Forbrig Advogados está disponível para te apoiar. Clique aqui e converse conosco.

Não fique com dúvidas, defenda sempre os seus direitos!

Notícias Relacionadas

Direito do Trabalho demissão

Tema 1022: entenda as mudanças sobre demissão do empregado concursado de empresa pública

09/02/2024 | por Marianna Neugebauer

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, na última quinta-feira (08/02), que a demissão sem justa causa de empregados de empresas públicas e sociedades de economia mista, admitidos por concurso público e regidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) deve ser motivada. Isso significa que, para o empregado concursado ser demitido, torna-se necessária a indicação […]

Direito do Trabalho abril verde

Doenças ocupacionais: descubra como elas surgem e quais são os seus direitos

12/04/2023 | por Patrícia Peltz

A campanha Abril Verde chama a atenção para um tema de extrema importância: conscientizar empregadores e empregados sobre a importância da segurança no ambiente de trabalho. Doenças ocupacionais são aquelas associadas a condição ou ao desempenho da atividade do trabalhador. Assim como os acidentes, as doenças ocupacionais possuem a mesma premissa. Uma vez que desenvolvidas […]